Foto: Tuerê



Ocorreu um erro neste gadget

NOTAS SOBRE:


"A maior necessidade do mundo é a de homens; homens que não se comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus" - Ellen G. White.



terça-feira, 29 de setembro de 2009

LEMBRAR NÃO FAZ MAL

Hoje, 29 de setembro, faz um ano que aconteceu o famoso quiprocuó entre o juiz de Direito César Lins e o polêmico promotor de Justiça Antônio Maurício, durante sessão do tribunal do júri, em Marabá. O assunto, à época, ganhou as páginas dos jornais e ocupou espaço nos noticiários televisivos da região, depois caiu no esquecimento. Consta que César Lins deixou a vara criminal e agora atua na cível, em Marabá. Antônio Maurício, por seu turno, cura suas histerias lá pras bandas de Belém.

POLÍTICOS FICHA SUJA

Representantes da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) entregaram nesta terça-feira (29/09), ao presidente da Câmara, Michel Temer, um projeto de lei que, se aprovado, vai complicar a vida dos políticos com alguma condenação, mesmo em primeira instância. Hoje, a legislação eleitoral prevê que apenas políticos com condenação transitada em julgado, os chamados "ficha suja", podem ter a candidatura barrada.

IMPROVÁVEL

É pouco provável que a matéria seja aprovada. Por uma série de motivos. Um deles é que vai de encontro aos interesses de muitos dos próprios políticos. Honestamente, se a presunção da inocência deve ser mantida até a última instância, seria incoerente a Justiça Eleitoral punir alguém por "ficha suja", se o seu caso não transitou em julgado.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

DESATANDO A BOCA DO SACO

Regivaldo Carvalho, titular da Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU), e Lucídio Colineti, secretário municipal de Obras, deverão ser convocados a dar explicações na Câmara Municipal de Marabá sobre o fechamento de duas ruas no bairro Amapá, com o envolvimento de servidor da Sevop (Secretaria Municipal de Viação e Obras Públicas).

ALGO DE PODRE NO REINO DA DINAMARCA

A vereadora Júlia Rosa, presidente da Câmara, já determinou a formação de comissão especial para apurar o caso, que exala odores putrefáticos e pode custar a cabeça de gente grande dentro da administração municipal.

PULGA ATRÁS DA ORELHA

A fotógrafa Regina Suriani resolveu botar a boca no trombone com relação ao disparate nas avaliações dos imóveis desapropriados para a implantação da fase 3 do Distrito Industrial de Marabá, na área conhecida como Gleba Quindangues.

TIRANDO A LIMPO

Na edição desta quinta-feira (10/09) do jornal Opinião, em publicação de uma página, Regina bota o pé na parede e exige que se explique, por A mais B, por que suas terras, com benfeitorias e tudo mais, foram avaliadas em R$ 2,16 o metro quadrado, ao passo que às do seu vizinho deram o valor de R$ 35,63 pela mesma medida.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

VAIAS, QUE VAIAS?

A reação de algumas pessoas aos acenos do prefeito Maurino Magalhães, no desfile deste 7 de Setembro, está dando o que falar. O prefeito fez um breve passeio em carro aberto, ao lado do general do Exército Mário Lúcio Araújo Alves de Araújo, na abertura da apresentação militar e, enquanto acenava para o público, foi correspondido com gritos.

SER OU NÃO SER, EIS A QUESTÃO

Para os opositores de plantão, aquilo foi vaia da grossa. Para os situacionistas, entretanto, o barulho foi de ovação ao gestor municipal. Está posto o dilema de Hamlet. Afinal, foi ou não foi? A oposição jura que foi.

SOBROU PARA O GENERAL

Os mais chegados a Maurino protestam, com certo cinismo. Se houve vaias, foram dirigidas ao general Mário Lúcio. Ao Maurino não foi, não foi, não foi. Só chamando o povo pra saber com quem está a verdade.

CAIU NA PASSARELA

No auge das apresentações do desfile deste ano, uma moça de mais ou menos 18 anos de idade, que acompanhava um fotógrafo na festa, de repente pisou em falso e se destabacou no meio do asfalto, bem no centro das atenções. Coitada. Ficou vermelha que só um pimentão maduro. Mas levantou-se tão rápido que muitos nem viram o tombo.

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

DE MAU COM MAURINO

Fonte merecedora da maior credibilidade garante: Nagilson e Maurino estão com a relação profundamente arranhada. O próprio vice-prefeito teria passado a informação. Seria essa desavença, segundo a fonte, o motivo da não participação da Secretaria Municipal de Saúde no desfile deste ano

DE VOLTA

Depois de exatos 30 dias sem botar a cara aqui no blog, estamos de volta novamente. O motivo da ausência é o mesmo de sempre: tempo de menos para demandas de mais.